quarta-feira, 9 de novembro de 2011

[Gordinha's Facts] Keep Going

Então... A vida continua, mas e a dieta? Foi totalmente pro saco. Não consigo resistir a uma guloseima! O mais engraçado, é que não me perco para os doces, mas já me perdi um dia - e me achei. Hoje, até como um docinho, mas de forma muito moderada e sou mais ligada nos petiscos salgados.

Dizem que o que afunda uma dieta é a má alimentação e aqueles belisquetes ao longo do dia. Super concordo. Eu mesma, como super mal. Tomo um café da manhã super limitado, pq não tenho vontade de comer pela manhã e meu dia começa corrido. Por volta de umas duas da tarde é que eu almoço. Nada de muita comida, normal. Não lancho, não janto. Bebo um copo de leite para dormir ou um copo de suco e durmo.

Achava que, comendo pouco, estaria salva do efeito de engordar. Mal sabia eu, que estava entrando pro "clube do engorda". Meu metabolismo é super lento, pq meu corpo se acostumou com pouca comida e tinha que gerenciar essa "pouca comida" para obter energia.
Fiquei sabendo de tudo isso indo ao médico! Sim, fui ao médico! Não posso ficar presa às dietas de revista! Lembra o que eu disse desse tipo de dieta no post passado? Então! São dietas feitas para enganar algumas pessoas, dar falsas esperanças... Com o médico, tentei me comprometer a comer, de forma moderada, mais vezes por dia. Além dos conselhos e das explicações, o médico me passou um exame (uma ultra sonografia do abdômen, pra saber o que estava acontecendo).

Então... Repararam no verbo "tentar"? Então, tentei, mas não fui adiante. Eu tentei colocar mais refeições no meu dia, mas com a correria, nunca consigo comer o que eu realmente quero. Me deram opções de frutas, barrinha de cereal... Mas eu enjôo rápido das coisas e foi o que aconteceu. Acabava preferindo não comer nada. Deixava passar o tempo, almoçava e ficava de boa. Eu me boicotava sem querer. E o resultado do exame? Tenho vergonha, mas direi: não sei. Eu fiz o exame e NÃO FUI BUSCAR! E já se passou um tempo, então a vergonha de ir buscar o exame é muito maior.
Sabe... Pensei muito sobre o meu médico: não gostei dele. Ele conversou comigo, foi ótimo na primeira consulta... Mas e a dieta? Nadica de nada. To indo pra outro! Vou marcar a consulta e ver se vai dar certo.

Mas podem me perguntar sobre aquela dieta, daquela super médica bacana que meu namorado tanto gostou. Poxa, a dieta dela é ótima, toda balanceada, muito boa mesmo, mas não é feita para quem trabalha fora. E olha que eu tentei! Por isso bateu um desânimo quando percebi que os restaurantes ao redor do meu trabalho não contribuíam para a minha dieta perfeita.

Mas nem só de lamúrias vive a mulher não é? Tenho de voltar com o mesmo gás do início do blog! Amanhã eu conto o que eu ando fazendo para dar um pontapé na preguiça. A dieta tem de voltar, isso é um fato. E ela vai! Mas de forma menos radical, nada de revistas que prometem o corpo que você sabe que não vai alcançar (sem pessimismo, meninas, mas a verdade que eu encaro é que nem toda mulher nasceu para vestir 36 e que podemos ser sim, magras e com tudo em cima, vestido manequim 40. O que o diga a Beyoncé!). Não prometo que abandonarei toooodas as minhas revistas, mas algumas ficarão de lado. Vou tentar seguir com a dieta da Dra. que eu fui no início do blog, até eu me acertar com o meu próprio médico. Vamos?

Nenhum comentário: