quinta-feira, 25 de abril de 2013

[Gordinha's Facts] Outra Corrida!

Eu disse no post da "volta" que tinha começado (ok, ja até parei de treinar com ele, mas isso é recente e não vem ao caso) a treinar com outra pessoa né? Então... Acho que também disse que o pouco treino que tivemos em janeiro já me fez correr, não tudo, mas boa parte do trajeto de 5km de uma prova super bacana que rolou no início do ano, o Circuito do Sol. A cara do verão, adorei o clima "quente" da prova, como cores, roupas adequadas e um excelente suporte.

Esse evento foi super especial pra mim, era o meu primeiro depois de um treinamento serio focado para isso. Lembro como se fosse hoje, o Luciano dizendo que nunca devemos sacrificar nosso corpo, ou seja, logo nesse primeiro mês, eu, que nunca corri de verdade, não conseguiria completar a corrida toda, mas correria o máximo dela, dando o meu melhor. Até cheguei a perguntar o motivo pelo qual ele achava que eu não correria todos os 5km e ele foi super simples na resposta: os espaços de treino e corrida são completamente diferentes. E pensando bem... É OBVIO! Correr no ar condicionado, na esteira lisa, sem interferências do meio ambiente, sem obstáculos e completamente diferente de se correr na rua, onde os obstáculos são constantes e a preocupação com o corpo é maior.

Mas eu fui, depois de muitos treinos, para o meu primeiro desafio. Marquei com as amigas, lógico! A veterana E MAGRA Raquel, a estreante Inês, a parceira de sempre Simone e as amigas. O dia não estava táo quente, mas estava prestes a abrir um mega sol, então fomos preparadas para um dia de sol, com viseiras e protetor solar.

Na largada, a idéia era a de que eu andasse forte por 5 minutos, pra aquecer todos os músculos e depois começasse a correr de forma intercalada, exatamente comoveu fazia na academia... mas aquela adrenalina toda, com aquele apoio todo, me senti preparada já para largar correndo e foi o que eu fiz. Comecei correndo, nada muito forte, mas eu percebi que meus músculos estavam frios... não segui a orientação do treinador e após 7 minutos de corrida ininterrupta, eu comecei a caminhar forte e minhas amigas corredoras já ganharam distancia. A partir daquele momento, passei a intercalar exatamente como estava fazendo nos treinos e deu super certo. E eu disse que o sol sairia, ardendo em nossas cabeças e não deu outra: ao passar pelos postos de água, todos pegavam dois copos, onde um era ingerido e outro jogado na cabeça, para refrescar o corpo. Eu fiz isso, mas naquele medinho de molhar o iPod todo, me molhei com cuidado.

E a prova foi se desenvolvendo, até eu ver as últimas placas da prova que marcavam os 500 metros finais, de 100 em 100 metros. Foram os 500m mais sofridos da vida! A EXAGERADA!! Aquela contagem regressiva mental, silenciosa, acabava comigo a cada passo. Na última placa de 100 metros eu pensei em caminhar, mas alguém, naquela multidão da chegada, parece que leu minha mente, percebendo minha intenção de caminhar e começou a gritar. A pessoa, que até cheguei a procurar, gritava para que eu não desistisse, que estava acabando, que valeria. Sob gritos de "VAMOS", "NAO PARA" e "NÃO DESISTA" eu corri como se estivesse largando, como se fosse o início da prova, e terminei. Chorei. Discretas lágrimas rolaram pelo meu rosto, sinalizando o fim da prova e a conclusão daquele meu desafio pessoal. Adorei.

Depois foi festa, fotos... Fiquei feliz com o tempo que fiz... E pretendo melhorar! Mesmo sem treinador, vou correr atrás do prejuízo! Olha a meta!

Abaixo, olha as fotos de parte das corredoras!



Nenhum comentário: